Luan Santana rima amor com sexo na batida pop e extrovertida de EP que revolve as raízes sertanejas do artista

Com refrão aliciante, Menina expõe o caso de amor da “menina da rua de cima” com o “carinha da rua de baixo” que, driblando diferenças sociais, se encontraram na “rua do meio” e espalharam amor pelo bairro. O grandioso arranjo pop, quase épico, de Menina indica que, em vez do intimismo de baladas anteriores do repertório do cantor, Luan prioriza a extroversão no EP Live-móvel.

Deixe uma resposta