Skank mostra, com apaixonante canção de Samuel Rosa, que ainda é top no ranking do pop brasileiro

Foi justamente a partir do quarto álbum, Siderado (1998), que a veia melódica de Samuel Rosa começou a pulsar mais forte, evidenciando um talento para compor grandes baladas que ficou ainda mais nítido a partir do quinto álbum, Maquinarama (2000), obra-prima da discografia ao lado de Cosmotron (2003).

Deixe uma resposta