Brasileiro transforma ‘O sétimo selo’, de Ingmar Bergman, em ópera na Suécia

“É realmente um desafio e uma grande responsabilidade fazer Bergman na Suécia, para suecos”, diz MacDowell. “Tenho uma sorte muito grande de ter sido escolhido para fazer este projeto, e para ter uma residência na casa de Bergman. Eu sempre soube que, embora meu sueco, por mais que eu aprendesse, nunca seria perfeito ao ponto de poder entender todos os detalhes da língua para escrever uma ópera, aqui eu teria a certeza de encontrar colaboradores, como os cantores com quem estamos trabalhando, que foram extremamente importantes para lapidar esta partitura.”

Deixe uma resposta