Mark Chapman, assassino de John Lennon, tem pedido de liberdade condicional negado pela 10ª vez

Chapman, um fã obcecado de Lennon e dos Beatles, foi condenado após atirar enquanto o músico chegava com a esposa, Yoko Ono, em seu apartamento na região do Upper West Side, em Manhattan, no dia 8 de dezembro de 1980.

Deixe uma resposta