Ingmar Bergman, cineasta sueco, completaria 100 anos nesta sexta; relembre a carreira

“A carreira de Bergman coincide com o desenvolvimento do Estado-providência sueco. A Suécia conheceu um auge político, social e econômico excepcional durante os anos 1940, 1950 e 1960. No entanto, temos este diretor, que nos lembra que também podemos sentir angústia, que podemos nos divorciar, ou ter relações difíceis com nossos pais, que Deus nos falta. Naquele momento, não tínhamos vontade de ouvir isso”, assinala Jan Holmberg, diretor da Fundação Bergman.

Deixe uma resposta