Jonas Sá lança em maio álbum autoral em que versa sobre sexo, política e puberdade

Precedido pelo singleAimoré, lançado em 26 de março, o álbum PUBER. foi gravado em estúdio com som mais orgânico. “Há uma certa ironia no fato de o disco se chamar PUBER. porque ele fala de assuntos nostálgicos como puberdade, sexualidade e se entender no mundo, mas trata também das muitas puberdades que passamos na vida, no sentido de mudança, de ritual de mudança”, conceitua o artista, cujo primeiro álbum, Anormal (2007), saiu há 11 anos com repertório pop que evocava a obra de Lulu Santos, um dos reis brasileiros do gênero, de quem Jonas Sá se desvinculou no revigorante disco seguinte, o já citado BLAM! BLAM!.

Deixe uma resposta