Juiz de Nova York ordena que pinturas apreendidas por nazistas sejam devolvidas a herdeiros de vítima do Holocausto

Em sua decisão de 17 páginas, porém, o juiz Charles Ramos, da Suprema Corte estadual de Manhattan, decidiu contra Nagy, citando a Lei de Recuperação de Arte Expropriada do Holocausto.

Deixe uma resposta