‘Romeu e Julieta’ com hits de Marisa paira acima do padrão do ‘musical de barzinho’

Esse, a propósito, é o problema mais grave de Romeu + Julieta ao som de Marisa Monte, sobretudo no primeiro ato. Na primeira metade do espetáculo, há forçados links entre o texto de Shakespeare e o repertório de Marisa Monte. Nada justifica a inclusão de Infinito particular (Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown, 2006) na voz de Teobaldo (Pedro Caetano). Instantes depois, chega a soar risível a interpretação de Esqueça (Forget him) (Mark Anthony, 1963, em versão de Roberto Corte Real, 1966) – canção do reino pueril da Jovem Guarda que Marisa gravou para a trilha sonora de filme de 2003 – na voz do mesmo Teobaldo somente porque este integrante da família Capuleto proferiu que não iria esquecer ofensa do impulsivo Romeu.

Deixe uma resposta