Charlize Theron estrela comédia sobre tráfico de drogas no México em ‘Gringo – Vivo ou Morto’

“Nos três primeiros dias de filme, não parei de pedir desculpas à equipe, aos atores, ao diretor, Nash Edgerton, a todos. Na hora de comer eu dizia: ‘Perdão por ter dito aquilo hoje’. Mas gosto de interpretar pessoas muito diferentes de mim”, comentou Theron, com bom humor, por causa do comportamento racista de sua personagem.

Deixe uma resposta