Álbum de Simone Mazzer com grupo francês sai em CD sem música de Tim


Um dos melhores discos deste ano de 2017, o álbum Simone Mazzer & Cotonete (Prado Records / Caja Arquitetura Cultural) ganha edição em CD, fabricada em embalagem digipack com pôster-encarte e com tiragem inicial de mil cópias. Disco exuberante em que a cantora paranaense cai no suingue do baile funk do grupo francês, Simone Mazzer & Cotonete está saindo em CD com uma música a menos do que as onze da edição digital disponibilizada em abril. A alta quantia pedida por herdeiros do cantor e compositor carioca Tim Maia (1942 – 1998) para liberar a inclusão da gravação de Ela partiu (Beto Cajueiro e Tim Maia, 1977) no CD inviabilizou a entrada no disco dessa doída balada soul lançada há 40 anos por Tim.


De todo modo, a total sintonia entre a intérprete e o octeto de jazz-funk nas outras dez músicas conserva o poder de sedução do álbum Simone Mazzer & Cotonete. Com Mazzer, Benoît Giffard (trombone), Christophe Eliott Touzalin (trompete), David Georgelet (bateria), Farid Baha (guitarra), Florian Pellissier (teclados), Frank Chatona (saxofone tenor), Jean Claude Kebaili (baixo) e Paul Bouclier (trompete) pegam Onda (Cassiano e Paulo Zdanowski, 1976), transformam Bachelorette (Björk e Sjón, 1997) em marcha-rancho e injetam funk no rock Se você pensa (Roberto Carlos e Erasmo Carlos, 1968), entre outras proezas musicais.


Para quem mora no Rio de Janeiro (RJ), cidade na qual Simone Mazzer está radicada, a cantora fará o que chama de “um final de tarde de autógrafos” do CD a partir das 18h de terça-feira, 5 de dezembro, na casa Espetto Carioca, na Pedra do Leme. Ao som de sets de DJs convidados, a artista autografará a edição em CD do álbum Simone Mazzer & Cotonete.


(Créditos das imagens: Simone Mazzer & Cotonete em foto de Thiago Sacramento. Capa do álbum Simone Mazzer & Cotonete)

Deixe uma resposta