Atriz Julianne Moore acusa James Toback de assédio sexual; mais de 200 mulheres denunciaram cineasta

O cineasta enganava as mulheres com o pretexto de ser uma porta de entrada para Hollywood e, em encontros posteriores, que aconteciam em espaços privados, como um quarto de hotel, ou inclusive locais públicos, como um parque, “se masturbava na frente delas, ejaculava em suas próprias calças ou sobre os corpos delas”.

Deixe uma resposta