Gloria Groove: quem disse que drag queen não pode ser rapper?

Sentir o flow, segurar o mic, mandar a rima. Tudo isso com unhas postiças, peruca, salto 15 e maquiagem. Drag queen e rapper foram as duas carreiras artísticas aparentemente conflitantes que a cantora Gloria Groove, de 22 anos, escolheu unir há cerca de 2 anos. Aliás, foi a única forma que encontrou de se sentir confortável ao se encaixar na cultura hip-hop, vertente musical a qual se dedica.

Deixe uma resposta