Com estreia brasileira na Bienal, bailarinos da Itália lançam desafio e dançam até exaustão

“Tradição é uma coisa que vai durar até que exista alguém assistindo, então haverá uma pessoa dançando. Eles [bailarinos] compõem em tempo real, então nós nunca vamos saber o que está para acontecer. Os passos dessa tradição são a única coisa que sabemos, então tentamos recriar o mesmo sistema no palco e, claro, a performance dura enquanto nós tivermos público”, pontua.

Deixe uma resposta