Especialista analisa histórico da ‘sofrência’ a partir de versos do ‘feminejo’; veja trechos

“O sertanejo sempre sofreu por amor”. A frase em tom categórico é ponto de partida na análise do jornalista André Piunti, roteirista do quadro “Bem Sertanejo”, do Fantástico, sobre o histórico da “sofrência” na música. A convite do G1, ele usou versos de alguns dos principais hits de Marilia Mendonça, Maiara & Maraisa e Simone & Simaria para demonstrar que as mulheres consolidaram esse termo. Elas estão entre as atrações do Jaguariúna Rodeo Festival.

Deixe uma resposta