Emicida interage bem com Miguel ao fazer intervenção no show do cantor


ROCK IN RIO 2017“É música de preto, música de favelado, invadindo o Rock in Rio”, celebrou o rapper paulistano Emicida ao fazer rápida intervenção no excelente show apresentado pelo cantor e compositor norte-americano Miguel na segunda noite do festival, 16 de setembro. Atração do Palco Sunset, Miguel é artista de ascendência mexicana que canta R&B renovado com elementos de rock e música eletrônica.


A participação de Emicida foi rápida. Convidado por Miguel a entrar em cena quase ao fim do show, Emicida cantou com o colega a música que fizeram em parceria, Oásis, com a adesão do produtor Dudu Marote e do DJ Duh. Mix de R&B com rap, Oásis funcionou bem ao vivo, mantendo a energia boa do show.


Na sequência, Miguel convidou Emicida para freestyle, espécie de improviso rimado sobre batida de rap. Conhecido pela habilidade e agilidade na feitura de rimas, Emicida improvisou versos que saudavam a participação de Miguel no festival. Apesar da boa interação entre os artistas, o improviso não resultou especialmente inspirado. Mas o que importou é que, sim, a “música de preto, de favelado” estava lá no Rock in Rio, tendo entrado pela porta da frente do festival.


(Crédito da imagem: Miguel e Emicida no Rock in Rio 2017 em foto de Alexandre Durão / G1)

Deixe uma resposta