Baterista estreia no Rock in Rio e lembra como a música ajudou a superar traumas

“Adoro ensinar bateria. Nas minhas aulas tem desde crianças até adultos. É muito bom ver que a bateria, de uns tempos para cá, vem deixando de ser um instrumento apenas tocado por homens”, conta ela, que disse ter escolhido o instrumento justamente por todos acharem que não era coisa de mulher: ” eu ainda sinto um preconceito muito grande. Muita gente acha que sou da produção ou qualquer outra coisa, mas nunca a baterista”, desabafa.

Deixe uma resposta