Barão toca hit da obra solo de Cazuza na primeira gravação com Suricato


O primeiro registro em estúdio do Barão Vermelho com Rodrigo Suricato – cantor convidado a substituir Roberto Frejat no posto de vocalista do grupo carioca – é uma música associada à carreira solo de Cazuza (1958 – 1990), primeiro dos três vocalistas da banda formada em fins de 1981. Rock que cai na cadência bonita do samba sem perder o pulso roqueiro, Brasil (Cazuza, George Israel e Nilo Romero, 1988) mostra a cara e o som do Barão em estúdio com a voz de Suricato. O single chega hoje, 31 de agosto, às plataformas digitais com distribuição da Som Livre, gravadora pela qual a banda lançou o primeiro álbum em 1982.


“Decidimos gravar essa música em função do momento que o país atravessa. A cada dia somos surpreendidos com escândalos de um governo e de um congresso que não representam os interesses do povo brasileiro. A letra do Cazuza continua atual. Continuamos querendo saber o nome do sócio do Brasil. Por tudo isso, achamos que estava na hora de essa música voltar a ser cantada”, argumenta Maurício Barros, tecladista da formação original do Barão que se reintegrou ao grupo na bem-sucedida turnê #Barãoprasempre, cujo azeitado show está sendo apresentado pelo Brasil desde maio deste ano de 2017. Clique aqui para ler a resenha da estreia nacional do show.


O Barão Vermelho de 2017 é formado por Guto Goffi (bateria), Fernando Magalhães (guitarra), Maurício Barros (teclados), Rodrigo Santos (baixo) e Rodrigo Suricato (voz e guitarra).


(Créditos das imagens: Barão Vermelho em foto de Leo Aversa. Capa do singleBrasil)

Deixe uma resposta