Álbum de 1990 que projetou cantora Selma Reis é reposto em catálogo


Uma das grandes cantoras do Brasil, Selma Reis (1960 – 2015) lançou o primeiro álbum há 30 anos. Foi um disco batizado com o nome da artista fluminense, editado em 1987 de forma independente, recebido com elogios pelos críticos da época, mas ignorado pelo público. Foi com o álbum Selma Reis, lançado em 1990 pela gravadora então denominada PolyGram, que a cantora conseguiu real projeção e visibilidade diante do público.


Reposto em catálogo neste mês de agosto de 2017, em edição digital da gravadora Universal Music, o disco de 1990 – o segundo dos 11 álbuns que compreendem a discografia da intérprete – gerou os dois maiores sucessos de Selma, O que é o amor (Danilo Caymmi e Dudu Falcão, 1990) e Emoções suburbanas (Altay Veloso e Paulo César Feital, 1990).


O que é o amor apresentou o disco e a própria Selma ao Brasil por ter sido canção propagada na trilha sonora da minissérie Riacho doce, exibida pela TV Globo naquele ano de 1990. Já a música Emoções suburbanas tinha sido descartada pela gravadora como faixa de trabalho, em favor de Estrelas de outubro (Paulo Debétio e Paulinho Resende, 1990), canção menor de autoria de hitmakers que forneciam repertório para artistas da companhia fonográfica. Só que Emoções suburbanas acabou se impondo espontaneamente como um clássico do repertório de Selma, cantora de veia popular e de voz tão passional quanto potente, abafando músicas então inéditas dos então pouco ouvidos compositores Lenine (O quilombo) e Guinga (Oliúdi-fox, parceria com Aldir Blanc).


Selma Reis, que saiu prematuramente de cena em 19 de dezembro de 2015, aos 55 anos, foi cantora identificada com uma MPB que, na época do aparecimento da artista, já tinha pouco fôlego no mercado fonográfico do Brasil. A edição digital do álbum Selma Reis apresenta gravações impecáveis, como a da dramática composição Porto Santo (Sueli Costa e Paulo César Pinheiro, 1990), para as gerações que ouvem música nas plataformas de streaming. Sempre é tempo de descobrir uma grande cantora!


(Crédito da imagem: capa do álbum Selma Reis, de 1990)

Deixe uma resposta