Trio Tribalistas acerta ao valorizar a informação e o visual na era digital


É difícil saber se o álbum que marca o retorno do trio Tribalistas, após 15 anos, vai bisar as proezas comerciais do primeiro disco, lançado em 2002 com vendas fenomenais, superiores a dois milhões de cópias no mundo todo, numa época em que o mercado fonográfico brasileiro já começava a ser corroído pela pirataria de CDs físicos, reproduzidos e vendidos de forma ilegal nos camelôs a preços atraentes para o consumidor. O mercado mudou. A forma de consumir e ouvir música também mudou. A indústria do disco físico ruiu. De todo modo, Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte parecem estar atentos aos sinais da era digital. Tanto que saem na frente, em âmbito mundial, com inédita plataforma lançada hoje, 21 de agosto de 2017, na versão do Facebook para celulares.


Intitulada Hand album, essa plataforma – que estreia mundialmente com a edição do segundo álbum dos Tribalistas, na próxima semana – permitirá que o ouvinte escute um disco como se estivesse manuseando um encarte com fotos e letras das músicas desse disco. Parece um detalhe, mas não é. Para parte do público consumidor de discos, a edição em CD de um álbum ainda é bem mais atraente pelo fato de trazer, além da arte visual, todas as informações sobre as músicas desse álbum. Afinal, a ficha técnica de um disco é artigo raríssimo em plataformas digitais, sobretudo as de streaming.


Com a plataforma Hand album, os Tribalistas satisfazem essa parcela do público que quer ouvir música e, ao mesmo tempo, ser informado sobre a procedência dessa música. “Apesar da grande facilidade que o consumo de música na era digital nos trouxe, ele sempre deixou a desejar aos amantes de música pela ausência das informações que antes vinham no encarte dos álbuns físicos, como as letras, as fotos e as fichas técnicas”, reconhece Marisa Monte em comunicado sobre a pioneira ação digital.


Quem ouvir o álbum dos Tribalistas pela nova plataforma terá tudo isso. E um pouco mais, como fotos em 360º e outros mimos viabilizados pela tecnologia digital. Por isso mesmo, ponto para os Tribalistas. O trio faz história ao valorizar a informação visual na edição digital do álbum que já teve quatro músicas – Aliança (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Marisa Monte, Pedro Baby e Pretinho da Serrinha), Diáspora (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte), Fora da memória (Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Marisa Monte, Pedro Baby e Pretinho da Serrinha) e Um só (Arnaldo Antunes, Brás Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte) – disponibilizadas na virada de 10 para 11 de agosto. Que venha, pois, o álbum com tudo a que os consumidores de discos têm direito!


(Crédito da imagem: Tribalistas em foto do Instagram)

Deixe uma resposta