this is us: a série que te abraça

Estreou no ano passado, foi amada e elogiada, indicada ao Emmy, e por aqui nada. Mas semana que vem finalmente chega à nossa TV a fofinha “This is us”, a série de que a gente estava precisando. Eu estava.

Não tem batalhas, não tem anti-heróis perturbados, não tem robôs, não tem super-heróis – ãi, ok, podemos chamar pais de trigêmeos de super-herois, tudo bem – não tem grandes reviravoltas na trama (até onde eu vi), não traz uma visão perturbadora do futuro, não nos faz questionar o que, afinal, significa ser humano. É só aquela série sobre pessoas (!) que faz bem assistir depois de um dia difícil. Que faz a gente derrubar uma lagriminha, às vezes querer abraçar a TV, amar os personagens, ficar com saudades deles.

A série é sobre quatro pessoas que têm em comum o fato de fazerem aniversário no mesmo dia – e começa quando todos estão fazendo 36 anos. Um deles é Jack (Milo Ventigmilia, que evoluiu bastante desde “Heroes” e já estou achando que mereceu essa indicação ao Emmy), prestes a se tornar pai de trigêmeos. Tem também um ator de uma sitcom de sucesso que é frustrado com sua carreira, sua irmã e melhor amiga, que enfrenta uma difícil luta contra a balança, e um advogado bem-sucedido que acaba de encontrar o pai biológico, que o abandonou recém-nascido. this is us - blog legendado


O primeiro episódio é belíssimo, já começa com um Sufjan Stevens lindinho na trilha. Tem parto, tem emoção, tem amor de irmão, tem tragédia, tem crise, tem busca pela identidade, tem reconciliação. A gente chora, ri, pega um vinho, pensa na vida, quer ver o segundo logo – que nem é tão bom, mas é só um detalhe.

“This is us” tem aquela vibe de “Brothers & Sisters” (embora menos esperta), “Parenthood”, “Once and Again”, sabe? Série sobre relacionamentos, sobre família, laços, amor. Assim: não espere diálogos sensacionais nem grandes sacadas do roteiro. Não tem. Tem uns clichês, tem ceninha ruim, tem diálogo dispensável.

Mas, como falei, é aquela seriezinha básica carne moída com purê de batata, que dá um quentinho no estômago e no coração. E isso é tão necessário pra vida às vezes…

*

A série estreia na terça, 22h45, no canal Fox Life e, no dia seguinte, todos os episódios estarão disponíveis no aplicativo da Fox.

Deixe uma resposta