‘João, o Maestro’ quase foi dirigido por Clint Eastwood? João Carlos Martins explica

“Fui percebendo como as pessoas são apaixonadas por João, como o público gosta dele, como ele trata todo mundo, a maneira emocionada que ele toca. E sempre cercado por esse humor, por essa fanfarronice (no melhor sentido) que ele tem”, elogia Nero.

Deixe uma resposta