Música de Miklos e Emicida sinaliza que álbum do ex-Titãs mora no agora


A gente mora no agora é o título do terceiro álbum solo de Paulo Miklos, o primeiro em 16 anos e o primeiro após a saída do artista paulistano do grupo Titãs em julho de 2016. O título foi extraído de verso da letra escrita pelo rapper conterrâneo Emicida para melodia de Miklos. Intitulada A lei desse troço, a primeira parceria de Miklos com Emicida é o primeiro single do álbum que tem produção de Pupillo e que chega ao mercado fonográfico em agosto em edição da gravadora Deck.


Disponível nas plataformas digitais a partir de hoje, 7 de julho de 2017, o single A lei desse troço sinaliza álbum entranhado nos tons da cena musical contemporânea, distante do rock por vezes punk dos Titãs. Além de Emicida, Miklos engata parceria com Russo Passapusso (mentor da BaianaSystem) em Vigia. Mas também faz conexões com ícones de outras gerações musicais. Erasmo Carlos é parceiro de Miklos em País elétrico. Já Guilherme Arantes é coautor de Estou pronto.


(Crédito da imagem: capa do single A lei desse troço, de Paulo Miklos)

Deixe uma resposta