Júlia Vargas regrava música de 1971 no disco que celebra 90 anos de Jobim


Uma das melhores cantoras da geração 2010, Júlia Vargas foi convidada por Mario Adnet e Paulo Jobim para integrar o elenco de intérpretes do disco que os dois compositores e arranjadores preparam para celebrar os 90 anos de nascimento do compositor carioca Antonio Carlos Jobim (1927 – 1994). O tributo está sendo gravado desde maio no estúdio da gravadora Biscoito Fino, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), onde Júlia pôs voz em Olha Maria (1971), parceria de Tom com Chico Buarque e Vinicius de Moraes (1913 – 1980).


Além da cantora fluminense, que acaba de lançar o irretocável álbum Pop banana, o elenco do disco Paulo Jobim e Mario Adnet – Jobim, Orquestra e convidados inclui a cantora Alice Caymmi (em Falando de amor, composição de Jobim lançada em 1979) e o cantor Alfredo Del-Penho (no antológico samba Chega de saudade, composto por Jobim com Vinicius e lançado em 1958), entre outros nomes.


(Crédito da imagem: Júlia Vargas no estúdio da gravadora Biscoito Fino / Facebook)

Deixe uma resposta