‘Trem bala’ entra no trilho com Luan para frear a gravação de padre Fábio


Música de autoria da jovem paranaense Ana Vilela, cantora e compositora nascida em Londrina (PR) há 19 anos, Trem bala virou viral em 2016, tocando milhares de pessoas por conta dos versos que pregam a valorização do amor e da própria vida na alta velocidade do cotidiano. Tanto que a canção é o carro-chefe do recém-lançado 20º álbum de padre Fábio de Melo, Clareou (2017), editado via Sony Music. Para concorrer com a gravação do padre mineiro, a gravadora Som Livre repõe Trem bala no trilho fonográfico, neste mês de maio, em single duplo que traz dois registros acústicos da canção.


A primeira gravação traz somente a voz de Ana Vilela. Já a segunda adiciona a voz do cantor Luan Santana para tentar frear o registro de padre Fábio. O dueto de Luan com Vilela é feito no mesmo clima pop folk do registro original da música, que, desde que foi posta na web, já alcançou mais de dez milhões de visualizações no YouTube, dando inesperada projeção nacional a Ana Carolina Vilela da Costa. Trem bala é canção que evoca a simplicidade sedutora do repertório do primeiro álbum da cantora e compositora paulistana Maria Gadú.


(Crédito da imagem: capa do single Trem bala, de Ana Vilela)

Deixe uma resposta