Tamy canta Cabrera, César e Krüger em disco bilíngue criado no Uruguai


Produzido pelo guitarrista Rodolfo Simor (copiloto do disco em que Silva canta o repertório de Marisa Monte) e mixado por Mario Caldato Jr., Tamy lança o quarto álbum, Parador Neptunia, em 21 de abril em edição do selo Dubas Música. Neptunia é balneário de aura hippie situado no Uruguai, país onde se radicou nos últimos anos essa cantora, compositora e instrumentista capixaba nascida em Vitória (ES) em maio de 1979 com o nome de Tamy Duarte Macedo. Foi a partir da convivência com frequentadores da comunidade de Neptunia que Tamy desenvolveu o repertório e o conceito do álbum que sucede Caieira (2013) na discografia da artista.


Em Parador Neptunia, Tamy dá voz a repertório bilíngue e parcialmente autoral, composto em português e em espanhol. A música presente no título do disco, Neptunia, foi feita em português em parceria com César Lacerda e Francisco Vervloet. Também em português, Tamy regrava Alice, música lançada em disco em 2014 na voz do compositor do tema, o baiano Matheus Von Krüger. Em espanhol, Tamy rebobina Te parece (1985), música da lavra do cantor e compositor uruguaio Rubén Rada, e Imposibles (Fernando Cabrera, 2004).


(Crédito da imagem: Tamy em foto de Nacho Desirello)

Deixe uma resposta