Após ganhar samba ‘Giro’, Roberta Sá entra na roda de Gil no oitavo álbum


Sete anos após lançar irretocável álbum com músicas do compositor baiano Roque Ferreira, Quando o canto é reza (2010), Roberta Sá decidiu gravar outro disco inteiramente dedicado à obra de um compositor. Por coincidência, de um outro compositor baiano como Roque: Gilberto Gil. Cada vez mais próxima de Gil, com quem em 2011 gravou uma então inédita música do artista, Minha princesa cordel, para ser tema da abertura da novela Cordel encantado (TV Globo), Roberta ganhou inédito samba de roda do compositor, Giro, no fim de 2016. A ideia é misturar no repertório do disco inéditas de Gil com sucessos do cancioneiro autoral do compositor. Oitavo título oficial da obra fonográfica de Roberta Sá, o songbook com a obra de Gil sucederá o álbum Delírio (2015) na discografia de estúdio da artista.


(Crédito da imagem: Roberta Sá e Gilberto Gil em 2012 em foto de Maurício Santana / Natura Musical).

Deixe uma resposta