‘Uma festa da cultura nordestina’, diz Geraldo Azevedo sobre show na PB

Elba Ramalho e Geraldo Azevedo animam plateia no Festival de Inverno de Pedro II (Foto: Pedro Santiago/G1)Elba Ramalho e Geraldo Azevedo durante show no Festival de Inverno de Pedro II (Foto: Pedro Santiago/G1/Arquivo)

“O Nordeste faz parte de nossa história e estamos aqui para fazer uma festa da cultura nordestina e a música brasileira”, explica Geraldo Azevedo sobre o show comemorativo de 20 anos do “Grande Encontro”, que conta também com Elba Ramalho e Alceu Valença. O trio se apresentou em Campina Grande na sexta-feira (25) e volta a se apresentar em João Pessoa na noite deste sábado (26).

Segundo o cantor, as músicas do trio também têm relação com a cultura nordestina e a proximidade cultural faz com que o público se identifique com o trabalho. “São as cidades onde a gente nasceu, onde a gente viveu, onde a gente conhece as pessoas e elas compartilham conosco a mesma cultura. Os shows aqui são marcantes por isso, porque as pessoas têm essa ligação”, diz.

saiba mais

Única paraibana do trio, Elba Ramalho conta que a relação cultural entre ela e os dois pernambucanos sempre foi muito forte. “Não há essa separação, entre a música de Pernambuco, a música da Paraíba, a do Rio de Janeiro. A minha relação é com a música em si. Sou artista brasileira, minha fonte geradora e a dos meninos é a do nordeste como um todo. Eu tenho muito respeito por essa diversidade cultural do Brasil”, explica.

Alceu Valença comenta que, apesar dos três saírem da mesma região, o trio só se conheceu no Rio de Janeiro. “É muito curioso, saímos de tão perto, mas só nos conhecemos lá. Mas a afinidade entre nós é muito grande, principalmente por ter essa bagagem cultural em comum. Nós três somos pessoas interioranas, temos essa proximidade com a cultura do nordeste e isso reflete em nosso trabalho”, diz o músico.

Show de Elba Ramalho no Palco São João da Virada Cultural (Foto: Flavio Moraes/G1)Elba Ramalho (Foto: Flavio Moraes/G1/Arquivo)

O compositor também comenta sobre a importância da cultura nordestina e a valorização internacional dos artistas do Nordeste. “Esse querer pelo povo de fora é impressionante. Nós vemos vídeos de músicas nossas com milhões de visualizações na internet. Onde a gente chega, as pessoas já conhecem as músicas, em qualquer país. Você chega na Europa, por exemplo, e tem o forró tocando lá em todo canto, é impressionante”, diz.

Continuação do projeto

Segundo Elba Ramalho, a agenda do “Grande Encontro – 20 Anos” está encaminhada até 2017, pelo menos. O trio ainda não sabe por quanto tempo vai continuar com esta turnê específica e também não sabe se vão haver outros encontros, mas segundo Alceu Valença, enquanto couber na agenda dos três, os shows devem continuar.

“Esse projeto está vivo. Não estamos com planos de gravar outro CD ou outro DVD ou algo do tipo. Estamos curtindo essa volta, por enquanto, celebrando e levando para outros lugares, conforme as datas agendadas coincidam com o tempo livre dos três”, completa.

Serviço:

O Grande Encontro – Alceu Valença, Geraldo Azevedo e Elba Ramalho



Sábado (26) – João Pessoa

Local: Domus Hall

Horário: 22h (horário local)

Preço: R$ 40 (pista meia), R$ 45 (pista Amigo Domus), R$ 75 (camarote frontstage meia), R$ 80 (pista inteira), R$ 80 (camarote frontstage Amigos Domus), R$ 150 (camarote frontstage inteira), R$ 700 (mesa ouro para 4 pessoas), R$ 800 (mesa diamante para 4 pessoas).

Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença (Foto: Divulgação)Elba Ramalho, Geraldo Azevedo e Alceu Valença (Foto: Divulgação)

 

Deixe uma resposta