Pintura de Frida Kahlo é vendida por US$ 1,81 milhão em leilão

Quadro da artista mexicana Frida Kahlo "Nina con Collar" (Menina com Colar) (Foto: Reuters)Quadro da artista mexicana Frida Kahlo ‘Nina con Collar’ (Menina com Colar) (Foto: Reuters)

O quadro da artista mexicana Frida Kahlo “Nina con Collar” (Menina com Colar), uma pintura do início da sua carreira cujo paradeiro permaneceu um mistério por 60 anos, foi vendido por US$ 1,81 milhão no leilão de arte latino-americana da casa de leilões Sotheby’s.

Trabalhos do mexicano Rufino Tamayo e do colombiano Fernando Botero lideraram as vendas no leilão.

“Nós vimos uma série de preços excepcionais pelos gigantes da arte moderna latino-americana”, disse Axel Stein, responsável por arte latino-americana na Sotheby’s, em referência aos US$ 16,84 milhões em vendas da noite de terça-feira em Nova York.

“Sandías y Naranja” (Melancias e Laranja), de Tamayo, liderou as vendas. O quadro de 1957 já foi de propriedade da estrela Audrey Hepburn, segundo a Sotheby’s. Ele foi vendido por US$ 2,29 milhões.

Uma escultura de bronze de Botero, “Man on a Horse” (Homem no Cavalo), obteve 1,82 milhão de dólares, e o seu quadro “Homage to Bonnard” (Homenagem a Bonnard) foi vendido por US$ 1,39 milhão.

O quadro de Frida Kahlo, que não foi exibido publicamente por seis décadas, foi vendido para um comprador europeu não identificado. O quadro de 1929 está entre as primeiras 20 das 143 pinturas da artista mexicana, segundo Stein.

O trabalho traz as marcas dos auto-retratos de Frida, incluindo as longas sobrancelhas e o olhar frontal.

Kahlo morreu aos 47 anos em 1954. No ano seguinte, o seu marido, o muralista Diego Rivera, deu “Nina com Collar” para uma das assistentes de estúdio dela, que manteve a pintura na sua casa na Califórnia por 60 anos, disse Stein.

Deixe uma resposta