Prêmio Oceanos anuncia os dez livros finalistas; veja a lista

A organização do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa, antigo Portugal Telecom, divulgou nesta segunda-feira (22) os dez livros finalistas da edição 2016 da disputa. O júri escolheu quatro romances, quatro obras de poesia e duas de conto (veja, abaixo, quais são eles). A cerimônia de entrega está marcada para 6 de dezembro no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo.

saiba mais

Os autores que chegaram à fase final são os brasileiros Julián Fuks, Marcelo Rubens Paiva, Eucanaã Ferraz, Antonio Carlos Viana, Marcos Siscar, Arthur Dapieve, Ana Martins Marques e Nuno Ramos, além dos portugueses José Luis Peixoto e Gonçalo M. Tavares.

O valor total em prêmio do Oceanos é R$ 230 mil, divididos da seguinte forma: R$ 100 mil para o primeiro lugar, R$ 60 mil para o segundo, R$ 40 mil para o terceiro e R$ 30 mil para o quarto.

Pelo regulamento, podiam concorrer livros em língua portuguesa (nos gêneros Poesia, Romance, Conto, Crônica e Dramaturgia) publicados em primeira edição no Brasil em 2015.

Nos demais países lusófonos, podiam concorrer livros lançados originalmente entre 2012 e 2015 e publicados no ano passado por editora brasileira ou sediada no Brasil.

O júri que escolheu os dez finalistas do Oceanos 2016 foi formado pela professora e ensaísta Beatriz Resende, pelos escritores Cristovão Tezza, José Castello e Rodrigo Lacerda e pelos poetas Heitor Ferraz Mello e Sérgio Alcides.

Antigo Portugal Telecom

Até 2014, o Oceanos se chamava Portugal Telecom. Mas, depois que a empresa foi vendida para uma operadora francesa, o Itaú Cultural assumiu a organização e mudou o nome para Oceanos, que teve sua primeira edição no ano passado.

Além disso, a partir de 2015 não houve mais divisão em categorias. Criado em 2003, o Portugal Telecom se dividia nas categorias Romance, Poesia e Conto/Crônica.

No ano passado, o Oceanos foi vencido por Silviano Santiago, com o romance “Mil rosas roubadas” (Companhia das Letras). O segundo lugar ficou com Elvira Vigna, pelo livro “Por escrito” (Companhia das Letras). Depois, vieram Alberto Mussa, com “A primeira história do mundo” (Record), e Glauco Mattoso, com “Saccola de feira” (NVersos).

Veja, abaixo, os finalistas do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa:

“A resistência” (Companhia das Letras), de Julián Fuks

“Ainda estou aqui” (Alfaguara), de Marcelo Rubens Paiva

“Escuta” (Companhia das Letras), de Eucanaã Ferraz

“Galveias” (Companhia das LetraS), de José Luís Peixoto

“Jeito de matar lagartas” (Companhia das Letras), de Antonio Carlos Viana

“Manual de flutuação para amadores” (7Letras), de Marcos Siscar

“Maracanazo e outras histórias” (Alfaguara), de Arthur Dapieve

“O livro das semelhanças” (Companhia das Letras), de Ana Martins Marques

“Sermões” (Iluminuras), de Nuno Ramos

“Uma menina está perdida no seu século à procura do pai” (Companhia das Letras), de Gonçalo M. Tavares

Deixe uma resposta