Festa no DF celebra ‘consciência negra’ com Olodum, Ilê Aiyê e BNegão

Integrantes do Olodum ministram workshop de percussão e dança afro (Foto: Cris Calacio/Divulgação)Integrantes do Olodum, que ministram oficina e se apresentam ao lado de Raquel Coutinho no “Circuito Repique de Tambor”, na Caixa Cultural (Foto: Cris Calacio/Divulgação)

Em comemoração pela Semana da Consciência Negra em Brasília, a Caixa Cultural recebe entre quinta e domingo (17 e 20) o “Circuito Repique de Tambor”. O evento na Caixa Cultural tem oficinas de percussão e shows com nomes como Olodum, Ilê Aiyê e BNegão. Os ingressos para as apresentações musicais custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

saiba mais

Durante a programação, grupos percussivos trazem convidados. Há artistas do Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco e Minas Gerais. As oficinas acontecem sempre das 10h às 13h. Os shows ocorrem às 20h, de quinta a sábado, e às 19h, no domingo.

Nesta quinta, o grupo Olodum realiza oficina de percussão e sobe ao palco com a cantora, compositora e percussionista Raquel Coutinho. No repertório, sucessos como  “Madagascar Olodum” e “Faraó divindade do Egito”. Raquel também apresenta músicas do primeiro álbum, “Mineral”, que mescla tambores com música eletrônica.

O grupo Ilê Aiyê vem para o circuito para show na sexta-feira (18) com o carimbo de primeiro bloco afro da Bahia, criado entre os bairros do Curuzu e da Liberdade, em 1974. A agremiação virou banda também a partir do produtor Antonio Carlos Vovô e já revelou nomes como os de Beto Jamaica e Lazzo Matumbi.

Apresentação do Ilê Aiyê, atração do Circuito Repique de Tambores, na Caixa Cultural, em Brasília (Foto: Alberto Lima/Divulgação)Apresentação do Ilê Aiyê, atração do Circuito Repique de Tambores, na Caixa Cultural, em Brasília (Foto: Alberto Lima/Divulgação)

Como convidada, o Ilê chama a pianista e cantora carioca Maíra Freitas, filha de Martinho da Vila. A artista traz na bagagem dois discos, um que leva o nome dela, de 2011, e “Piano e batucada”, que chegou às lojas no ano passado. A oficina do dia é sobre maracatu, com o mestre Walter de França, de Pernambuco.

O sábado começa com oficina de tambor mineiro com Maurício Tizumba. O show da noite traz o percussionista Marco Lobo, com o show “Eu vim da Bahia”. O músico, que já acompanhou nomes como Zé Ramalho, Moraes Moreira, Marisa Monte, Ivan Lins, Lenine, Ana Carolina, João Bosco, Titãs, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Vanessa da Mata, Maria Bethania e Milton Nascimento, convida a cantora Mariene de Castro.

BNegão se apresenta no Quiosque K1 em Vitória (Foto: Divulgação/ Sagui Produções)BNegão (Foto: Sagui Produções/Divulgação)

A artista de Salvador traz no DNA as inspirações do samba de roda da Bahia e as referências culturais do recôncavo baiano. Na adolescência ela atuou com a Timbalada, de Carlinhos Brown. Em 2004, a cantora estreou em CD, com “Abre caminho”. Os outros álbuns dela são “Santo de casa – Ao vivo”, em 2010, “Tabaroinha” e “Ser de luz”, em 2012, e “Colheira, em 2014.

O circuito termina no domingo. A oficina de ritmos do candomblé será ministrada por Ney de Oxosse. O show de encerramento traz André Sampaio e os Afromandinga, do Rio de Janeiro. O grupo convida para o palco o rapper BNegão, vocalista e produtor do Seletores de Frequência e MC do Planet Hemp.

O show “Desaguou” traz composições de André criadas a partir de viagens ao Mali, Burkina Faso, Moçambique, Senegal, Guiné Conacri e por vários pontos do Brasil. Ele é acompanhado pelos afromandingas Maurício Bongo (bateria), Daniel Ras (guitarra e teclado), Ricô Bassito (baixo) e Joás Santos (percussão).

Circuito Repique de Tambor 2016

Data: de quinta a domingo (17 a 20)

Horários: 20h (de quinta à sábado); 19h (domingo)

Local: Teatro da Caixa Cultural Brasília

Endereço: SBS quadra 4, lotes 3 e 4 – edifício anexo à matriz da Caixa

Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

Classificação indicativa: Livre

Lotação: 406 lugares

Informações: (61) 3206-9448

Programação

Quinta-feira (17)

10h às 13h: oficina de percussão com o Olodum (BA)

20h: Olodum (BA) convida Raquel Coutinho (MG)

Sexta-feira (18)

10h às 13h: oficina de maracatu com o mestre Walter de França (PE)

20h: Ilê Aiyê (BA) convida Maíra Freitas (RJ)

Sexta-feira (19)

10h às 13h: oficina de tambor mineiro com Maurício Tizumba (MG)

20h: Marco Lobo (BA) convida Mariene de Castro (BA)

Domingo (20)

10h às 13h: oficina de ritmos de candomblé com Ney de Oxosse (RJ)

19h: André Sampaio e os Afromandinga (RJ) convidam BNegão (RJ)

Deixe uma resposta