Diretor de ‘Aquarius’ é denunciado por acúmulo indevido de funções

Cineasta Kleber Mendonça Filho fala sobre a expectativa pela estreia de Aquarius (Foto: Edison Vara/Pressphoto)Segundo Kleber Mendonça Filho, denúncia recebida pelo MPF sobre acúmulo de funções é absurda (Foto: Edison Vara/Pressphoto)

O cineasta pernambucano Kleber Mendonça Filho, diretor de filmes como “Aquarius” (2016) e “O Som ao Redor” (2013), foi denunciado no Ministério Público Federal (MPF) por acúmulo indevido de funções. De acordo com a representação, enviada anonimamente ao órgão, o diretor fez as gravações de seu longa-metragem mais recente, estrelado por Sonia Braga, enquanto ainda ocupava a coordenadoria de Cinema da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), cargo que exigia dedicação exclusiva.

Ainda sem receber nenhuma notificação do MPF, Kleber Mendonça Filho afirmou ao G1 que soube da denúncia no último sábado (12). “Ainda estou tentando entender o que seria isso. O que sei é que é uma denúncia anônima feita dias depois do protesto democrático e pacífico que fizemos no Festival de Cannes”, conta o cineasta. Na ocasião, ele e o elenco do filme levaram placas demonstrando contrariedade ao processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Segundo Kleber, todo o trabalho feito na Fundaj foi feito estritamente dentro da legalidade. “Essa é uma acusação absurda”, frisou. De acordo com o MPF, a representação anônima está sendo tratada em procedimento preparatório, ou seja, o órgão ainda deve verificar a procedência da denúncia. Ainda não há prazo para a conclusão desse processo. O MPF também não informou à reportagem a data de recebimento da representação.

O cineasta deixou o cargo na coordenadoria de cinema da Fundaj no último mês de outubro e, na época, informou ao G1 que a decisão vinha sendo construída há pelo menos dois anos. Segundo o diretor, o pedido de desligamento foi motivado pela sua ascensão como cineasta e o aumento de suas viagens nacionais e internacionais para apresentar seus trabalhos.

saiba mais

 

Deixe uma resposta