Guilherme Arantes canta sucessos com orquestra no DF no feriado

Guilherme Arantes (Foto: Pedro Matallo/Divulgação)O músico Guilherme Arantes, que se apresenta com a Orquestra Brasília Sinfônica no dia 15 de novembro no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília (Foto: Pedro Matallo/Divulgação)

Mais de 40 anos depois de gravar o primeiro disco da carreira com o grupo de progressivo Moto Perpétuo, o cantor, pianista e compositor Guilherme Arantes vem a Brasília para show em um formato que ficou famoso em grandes concertos do gênero: apresentação com orquestra. O espetáculo ao lado da Brasília Sinfônica, acontece no feriado de 15 de novembro, às 20h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

saiba mais

Arantes sobe ao palco acompanhado de 40 músicos, sob regência do maestro Joaquim França, com arranjos especiais para sucessos de quatro décadas. O espetáculo acontece no auditório Master, e a meia-entrada custa entre R$ 60 e R$ 140.

O repertório é composto por alguns dos maiores sucessos de toda a trajetória do músico. Entre os sucessos, clássicos com pitadas de progressivo, como “Amanhã”, “Êxtase”, “Baile de máscaras” e “Planeta água” e hits dançantes dos anos 1980, como “Deixa chover”, “Coisas do Brasil” e “Cheia de charme”.

O público também pode conferir canções românticas, entre elas “Um dia, um adeus”, “Meu mundo e nada mais”, “Cuide-se bem” e “Pedacinhos”. O set tem também composições dele que ficaram conhecidas na voz de outros artistas, como “Lindo balão azul” e “Brincar de viver”.

Capa do disco 'Condição humana', de Guilherme Arantes (Foto: Reprodução)Capa do disco “Condição humana”, de Guilherme

Arantes (Foto: Reprodução)

Guilherme Arantes estreou em disco em 1974 com o Moto Perpétuo, banda de progressivo que gravou apenas um álbum. Das 11 composições do disco homônimo à banda 9 foram feitas pelo tecladista, que dividia os vocais principais com o guitarrista, violonista e violoncelista Cláudio Lucci.

O primeiro disco solo veio em 1976 e trouxe os sucessos “Meu mundo e nada mais” e “Cuide-se bem”. O auge do sucesso aconteceu nos anos 1980, quando emplacou diversos sucessos, em especial em trilhas sonoras de TV.

Ao longo da carreira foram 31 álbuns solo, em diversos formatos. O trabalho mais recente é “Condição humana – Sobre o tempo”, o primeiro disco de inéditas lançado pela gravadora dele.

O disco foi lançado em 2013, ano em que Arantes completou 60 anos, às vésperas dos 40 anos de carreira. Como característica principal, o álbum traz um resgate da sonoridade da virada dos anos 1970 para os anos 1980, período em que o artista se consolidou no mercado musical.

Guilheme Arantes in concert

Com Orquestra Brasília Sinfônica – sob regência do maestro Joaquim França

Data: 15 de novembro (terça)

Horário: 20h

Local: Auditório Master do Centro de Convenções Ulysses Guimarães

Endereço: Eixo Monumental

Ingressos (meia): R$ 140 (poltrona premium); R$ 100 (poltrona VIP lateral); R$ 80 (poltrona especial); R$ 60 (poltrona superior)

Classificação indicativa: não recomendado para menores de 12 anos

Mais Informações: (61) 4101-1121 ou (61) 4101-1230

Deixe uma resposta