Sony pede desculpas por fantasia ‘nazista’ de grupo pop no Japão

As fantasias assustaram em níveis que foram além do previsto pela banda (Foto: @Keyakizaka46)As fantasias assustaram em níveis que foram além

do previsto pela banda (Foto: @Keyakizaka46)

A gravadora Sony Music pediu desculpas publicamente depois que um grupo pop feminino apareceu vestindo fantasias “nazistas” de Halloween em um show no Japão.

O grupo Keyakizaka46 subiu ao palco em Yokohama usando capas pretas análogas às usadas por autoridades do SS, o exército do partido nazista.

Usuários das redes sociais rapidamente apontaram as semelhanças entre a fantasia e os uniformes das forças de Hitler. Em seguida, o Centro Simon Wiesenthal, uma organização judia de direitos humanos dedicada às vítimas do Holocausto, exigiu um pedido de desculpas.

“Expressamos nossas mais profundas desculpas pela ofensa”, disse a Sony em uma declaração. A empresa ainda culpou sua “falta de conhecimento” pelo incidente.

O usuário do Twitter @tmato30kcal escreveu: "Uniforme militar nazista no show da Keiyakizaka46: uma onda de críticas" (Foto: @tmato30kcal)O usuário do Twitter @tmato30kcal escreveu: "Uniforme militar nazista no show da Keiyakizaka46: uma onda de críticas" (Foto: @tmato30kcal)

A banda é muito parecida com a AKB48, um dos conjuntos de música pop mais populares do país. Ambas são produzidas por Yasushi Akimoto, conhecido por lançar vários hits e membro executivo do comitê olímpico dos Jogos de Tóquio 2020.

Em uma declaração no site da banda, Akimoto também pediu desculpas por sua “falta de supervisão”, afirmando que ele não sabia da escolha do figurino e dizendo acreditar que o paralelo nazista não foi intencional por parte dos designers.

“A equipe será melhor educada e os figurinos serão examinados no futuro”, disse.

 Outro usuário do Twitter, @ishiitakaaki, disse achar a comparação exagerada, apesar de concordar que há alguma semelhança (Foto: @ishiitakaaki) Outro usuário do Twitter, @ishiitakaaki, disse achar a comparação exagerada, apesar de concordar que há alguma semelhança (Foto: @ishiitakaaki)

Considerando o interesse do Japão de passar uma boa impressão em 2020 apesar de escândalos de corrupção e gastos cada vez maiores com a Olimpíada, o uso das fantasias levou alguns usuários das redes sociais a comentar que esperam que a cerimônia de abertura seja preparada com bastante cuidado.

A ignorância em relação a possíveis ofensas em termos de símbolos nazistas não é novidade no Japão, e comentaristas sugeriram que boa parte das próprias estrelas do pop japonês não sabia do significado de suas roupas.

Afinal, não é a primeira vez em que a Sony precisa se desculpar pelo mesmo motivo.

Em 2011, a banda masculina de pop Kishidan apareceu na TV usando uniformes análogos aos dos nazistas.

Deixe uma resposta