Filme venezuelano ‘El amparo’ é vencedor da Mostra de São Paulo

Filme venezuelano 'El amparo' (Foto: Divulgação)Filme venezuelano ‘El amparo’ (Foto: Divulgação)

O filme venezuelano “El amparo” ganhou o Troféu Bandeira Paulista de melhor filme de ficção na 40ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Os vencedores foram anunciados nesta quarta-feira (2). Veja abaixo a lista completa.

“El amparo”, do diretor Rober Calzadilla, mostra o drama de pescadores que foram confundidos com guerrilheiros, recriando uma história real que aconteceu na Venezuela em 1998. O ganhador do prêmio foi escolhido entre filmes da seção Competição Novos Diretores.

O júri internacional da mostra, que escolheu os vencedores, foi formado por Lita Stantic, Vasco Pimentel, Nicolas Klotz, Jeferson De, Bette Gordon e Peter Brosens.

Veja os vencedores da 40ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo:

PRÊMIO DO JÚRI INTERNACIONAL

MELHOR FILME – EL AMPARO, (EL AMPARO) – VENEZUELA.

MENÇÃO HONROSA DO JÚRI

ATRIZ – MIRJANA KARANOVIC, por A BOA ESPOSA (DOBRA ZENA)

ATRIZ – LENE CECILIA SPARK, por SÁMI BLOOD (SAMEBLOD).

PRÊMIO ABBAS KIAROSTAMI 

MAAT (MAAT), de Saba Kezemi – IRÃ.

PRÊMIOS DO PÚBLICO       

MELHOR FILME DE FICÇÃO INTERNACIONAL

THE HANDMAIDEN, de Park Chan-wook – Coréia do Sul.

MELHOR DOCUMENTÁRIO INTERNACIONAL

GURUMBÉ – CANCIONES DE TU MEMORIA NEGRA, de Miguel Ángel Rosales –

GAGA – O AMOR PELA DANÇA

MELHOR FILME BRASILEIRO DE FICÇÃO – Prêmio Spcine: R$ 35 mil

• ERA O HOTEL CAMBRIDGE, de Eliane Caffé.

MELHOR DOCUMENTÁRIO BRASILEIRO – Prêmio Spcine: R$ 15 mil

• MARTÍRIO, de Vincent Carelli, de Vincent Carelli.

PRÊMIO DA CRÍTICA        

MELHOR FILME INTERNACIONAL

DEPOIS DA TEMPESTADE (Umi Yori Mo Mada Fukaku), de Hirokazu Koreeda – Japão.

MELHOR FILME BRASILEIRO

PITANGA, (Pitanga) de Beto Brant, Camila Pitanga

PRÊMIO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ROTEIRISTAS E AUTORES        

MELHOR ROTEIRO DA COMPETIÇÃO NOVOS DIRETORES

EL AMPARO, (EL AMPARO) de Rober Calzadilla.

PRÊMIO DA ABRACCINE                                                                                           

MELHOR FILME

A MULHER DO PAI (MULHER DO PAI), Cristiane Oliveira.

Deixe uma resposta