Com voz e violão, Zélia Duncan canta ‘O lado bom da solidão’ no DF

Projeto Mulher com a Palavra no TCA terá Zélia Duncan (Foto: Gal Oppido/Divulgação)A cantora Zélia Duncan, que traz “O lado bom da solidão” à Caixa Cultural de Brasília de quinta a domingo (3 a 6) (Foto: Gal Oppido/Divulgação)

A cantora Zélia Duncan apresenta de quinta e domingo (3 e 6) na Caixa Cultural de Brasília o show “O lado bom da solidão”. O espetáculo tem ela no palco, sozinha com seu violão. Os shows acontecem até sábado, às 20h, e no domingo, às 19h. A meia-entrada custa R$ 10.

saiba mais

O espetáculo intimista tem Zélia desfilando sucessos ao longo da carreira, um repertório “afetivo” e músicas importantes da trajetória dela. O público vai conferir canções novas, hits como “Alma”, “Catedral”, “Não vá ainda” e “Tudo sobre você” e releituras inéditas.

A ideia do espetáculo “é estar pertinho de seu público. É a possibilidade, sempre, de estar acompanhada de um público que goste de imaginar que estava presente quando as canções foram feitas! Um show que tem como conceito a proximidade entre artista e plateia”, afirma Zélia.

Com uma trajetória que aponta para diversas direções musicais, com interpretações e particições que permeia um universo de artista como Mutantes, Luiz Tatit, Itamar Assumpção, Ná Ozetti, Lenine e Arlindo Cruz, entre outros, a cantora apresenta diversos formatos de shows.

Zélia Duncan (Foto: Roberto Setton/Divulgação)Zélia Duncan (Foto: Roberto Setton/Divulgação)

Nascida em Niterói, com boa parte da história vivida na capital federal, Zélia é figura presente nos palcos desde os anos 1980. O grande público a conheceu a partir de 1994, quando ela lançou o CD que leva o seu nome.

Em 2011, ela completou 30 anos de carreira e gravou o DVD “Pelo sabor do gesto em cena” e estreou o espetáculo “Totatiando”, inspirado na obra de Luiz Tatit. O show virou DVD em 2014.

O ano de 2012 teve como destaque a gravação de álbum apenas com músicas de Itamar Assumpção, “Zélia Duncan canta Itamar Assumpção tudo esclarecido”. Em 2015, a artista relançou o álbum “Eu me transformo em outras” em CD e DVD. O ano também marcou a chegada ao mercado de “Antes do mundo acabar”, um trabalho só de sambas.

“O lado bom da solidão” – Zélia Duncan

Data: de quinta a domingo (3 a 6)

Local: Caixa Cultural Brasília

Endereço: SBS Quadra 4 – edifício anexo à matriz da Caixa.

Horários: 20h (de quinta a sábado); 19h (domingo)

Ingressos: R$ 20 (inteira) e 10 (meia)

Deixe uma resposta