Pernambucano larga emprego e vira figurante de ‘Game of Thrones’

Breno de Lira (Foto: Breno de Lira/Acervo Pessoal)Breno sempre foi fã de ‘Game of Thrones’ e diz que já leu todos os livros (Foto: Breno de Lira/Acervo Pessoal)

Há quase dois anos, o engenheiro desenvolvedor de software pernambucano Breno de Lira, 32 anos, vive o sonho de muito geek por aí. Fã assumido de histórias em quadrinhos de fantasia e de ficção científica, ele resolveu largar um emprego fixo na área de Tecnologia da Informação no Recife para ser figurante no seriado de “Game of Thornes” (GoT) na Irlanda. Ele ainda participa de outras produções como “Vikings” e “Penny Dreadful”.

“Não sei onde estava com a cabeça quando decidi me formar em programação. Sou muito fã da série e dos livros, li todos”, garante Breno, ao contar que estava insatisfeito com a vida que vivia na capital pernambucana. “Não estava feliz com minha área de trabalho, estava solteiro e nada de novo acontecia”, completa.

Foi a partir do convite de um amigo que o pernambucano não pensou duas vezes, arrumou a mala e partiu em busca de viver uma fantasia do outro lado do Oceano Atlântico. “Imediatamente eu percebi que isso era um ótimo momento para fazer algo do tipo. E GoT  era filmado logo ali na Irlanda do Norte. Oportunidade perfeita para tentar algo impossível”, brinca.

Breno de Lira (Foto: Breno de Lira/Acervo Pessoal)Pernambucano exibe feliz o crachá da produção de

Game of Thrones

(Foto: Breno de Lira/Acervo Pessoal)

Na verdade, o que parecia quase inacreditável aconteceu. Em menos de um mês, Breno era convidado para sua primeira participação no seriado de reis, bárbaros e grandes tramas. “Muito surreal. Quando entrei no estúdio pela primeira vez eu não conseguia acreditar que estava lá, vendo tudo tão de perto. E esse sentimento foi só aumentando à medida que fui passando pelos estágios de provar a roupa do personagem até o dia da filmagem”, relembra.

Na quinta temporada de GoT, o pernambucano pode ser visto nos episódios três e nove. E vai estar no nono, da sexta temporada. “Provavelmente participei de vários que não consegui me ver”, conta.

Breno só lamenta não ter mais tempo para se dedicar a uma área que nunca pensou que se daria tão bem. Ser chamado para participar das filmagens é algo incerto, nunca se sabe quando será convocado. Por isso, trabalha como barista em um café em Dublin. O que ele chama de “emprego de segurança”.

“Infelizmente tive que recusar muitos trabalhos por conta de falta de tempo. Se eu pudesse viver apenas trabalhando como figurante, faria sem pensar duas vezes. Mas os trabalhos são muito incertos. Tem mês que sou chamado para algo toda a semana, mas às vezes posso passar algum tempo sem propostas”, detalha, ao mencionar que não é o único do pub onde trabalha a atuar como elenco de apoio. “Para o nosso chefe, desde que tenha alguém para me substituir, ele não liga”.

Breno de Lira (Foto: Breno de Lira/Acervo Pessoal)Breno conta que sempre torce para que algum ator venha falar com ele (Foto: Breno de Lira/Acervo Pessoal)

Breno também gostaria de poder tietar mais seus ídolos. “É difícil conversar com os atores. Uma das regras para nós figurantes é não ir conversar com eles. Mas se eles vierem falar com a gente, tudo bem, claro”, diz, acrescentando que sempre torce para que isso aconteça. E isso já ocorreu com o intérprete de Davos, de “Game of Thrones”, Liam Cunningham. “Ele é bem legal, e entre um take e outro aproveitava para dar umas dicas de como atuar”.

Sobre o futuro, Breno parece não querer se prender a planejamentos e preocupações. Por enquanto, segue vivendo o seu “sonho”. No entanto, confessa que adoraria participar de algum filme da série “Star Wars”. “Aí sim vou me realizar”, diz.

Mesmo sabendo que é uma meta bem difícil, o pernambucano não se contenta com o “não” antes de tentar. “Não é algo fácil. Eles vão filmar na Irlanda do Norte, tenho tentado me inscrever na agência que dizem ser a responsável pela seleção dos extras, mas essa agência só trabalha com pessoas do Reino Unido. O que para mim é bem frustrante, mas estou fazendo o possível para conseguir. Enquanto isso, minha mãe vai continuar me procurando nas cenas dos seriados ”, brinca.

Deixe uma resposta