Brasília recebe mostra ‘Armadilhas indígenas’ a partir desta terça-feira

Aborígene do grupo Descendance, atração na abertura da mostra "Armadilhas indígenas" (Foto: Divulgação)Aborígene do grupo Descendance, atração na abertura da mostra “Armadilhas indígenas” (Foto: Divulgação)

Começa nesta terça-feira (19), Dia do Índio, a mostra “Armadilhas indígenas”, em cartaz no Memorial dos Povos Indígenas, no Eixo Monumental, em Brasília. A abertura acontece a partir das 20h e terá apresentação do grupo aborígine australiano “Descendance”.

saiba mais

O grupo descende de emigrantes africanos que povoaram a Ásia e há 60 mil anos cruzaram o mar utilizando canoas e embarcações rudimentares. A exposição pode ser vista gratuitamente até 30 de junho, de terça a sexta, das 9h às 17h.

São aproximadamente 150 peças, entre instalações, esculturas, vídeos, pinturas, desenhos, objetos, documentos e recortes de jornais. A mostra reúne obras de de artistas como Ailton Krenak, André Vallias, André Santângelo, Ernesto Neto, Elyezer Szturm, Daiara Tukano, Flávia Carvalhinho, Glênio Lima, Luiz Gallina, Marcos Bentes e Rômulo Andrade. Durante a mostra, o público também pode conferir vídeos realizados nas aldeias.

Segundo o curador Bené Fonteles, a obra “é testemunha de estórias que se desdobraram desde a década de 1980 e já fazem parte da história da nação brasileira pelas conquistas de cidadania e para o êxito da Constituinte de 1988”, afirma.

“O que queremos com esta mostra é, acima de tudo, fisgar e pegar ‘brancos’ desavisados, retomar a história inicial do Memorial dos Povos Indígenas, que muito antes de sua entrega à intenção original, foi tentado um sequestro para que fosse o Museu de Arte Moderna de Brasília.”

Vista noturna do Memoriial dos Povos Indígenas, em Brasília (Foto: Divulgação)Vista noturna do Memoriial dos Povos Indígenas, em Brasília (Foto: Divulgação)

 

Deixe uma resposta