Edward Snowden e Jean-Michel Jarre se unem para lançar música eletrônica

Jean-Michel Jarre e Edward Snowden em imagem do vídeo gravado pelo músico francês (Foto: Reprodução)Jean-Michel Jarre e Edward Snowden em imagem do vídeo gravado pelo músico francês (Foto: Reprodução)

Edward Snowden agora também é músico. O ex-consultor da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos emprestou sua voz para “Exit”, uma música eletrônica gravada em parceria com o artista francês Jean-Michel Jarre. A canção faz parte do álbum de colaborações “Electronica Volume II: The Heart Of Noise” e já pode ser ouvida em serviços de streaming como Spotify e iTunes.

A aliança improvável foi possível graças ao jornal britânico “The Guardian”. A publicação cobriu de perto o vazamento feito por Snowden de informações dos programas de vigilância do governo dos EUA. Em uma entrevista posterior ao veículo, Jarre pediu para ser posto em contato com o ex-consultor da NSA.

Isso porque o músico francês conta que seu projeto “Electronica” trata “da relação ambígua que temos com a tecnologia: por um lado temos o mundo em nossos bolsos, mas por outro somos espionados constantemente”.

Ao “Guardian”, Jarre diz que enviu uma demonstração de sua música e os dois conversaram por 90 minutos via Skype. Ele explicou o que gostaria de fazer e porquê, e então Snowden gravou sua voz. Depois, ele viajou até Moscou para encontrar seu parceiro e gravar um vídeo.

“Eu queria filmá-lo porque quero tocar essa música no palco. É importante que as declarações feitas na faixa sejam promovidas e expostas se por acaso eu tocar em um festival com um público jovem”, diz Jarre. Segundo ele, Snowden é “um herói absoluto de nossos tempos”.

Snowden não deu entrevista ao jornal “The Guardian”, mas no vídeo gravado por Jarre ele diz ser fã de música eletrônica e ter ficado surpreso com o convite. “Por ser um engenheiro, alguém que não é muito descolado, foi um prazer poder colaborar em um grande projeto cultural”.

Deixe uma resposta