Como o conserto de uma goteira levou à descoberta de um quadro que pode valer R$ 470 milhoes

Pintura seria do italiano Caravaggio e recria cena bíblica do general assírio Holofernes por Judite (Foto: Charles Platiau/Reuters)Pintura seria do italiano Caravaggio e recria cena bíblica do general assírio Holofernes por Judite (Foto: Charles Platiau/Reuters)

Uma goteira no teto de uma casa na França permitiu a descoberta de um quadro que seria do pintor italiano Caravaggio (1571-1610).

A pintura estava esquecida no sótão de uma casa em Toulouse, no sul da França. Se confirmada a autoria, ela poderia valer até US$ 135 milhões (R$ 470 milhões).

O quadro recria a cena bíblica de Judite no momento da decapitação do general assírio Holofernes.

Segundo a Bíblia, Holofernes foi enviado pelo rei da Babilônia, Nabucodonosor, para vingar-se das nações que haviam prejudicado seu reino.

Durante o cerco à cidade de Betúlia, Judith, uma bela viúva judia, seduziu Holofernes e o embebedou, para então decapitá-lo enquanto ele dormia. Ela regressou, então, à Betúlia com a cabeça do general e os judeus venceram o inimigo.

A pintura, que está sendo exibida em Paris, foi descoberta há alguns anos durante um conserto de uma goteira no teto da casa.

O especialista em arte Eric Turquin considera que o quadro é uma versão de 1599 de Judite decapitando Holofernes.

Acredita-se que a obra tenha desaparecido 100 anos depois de ter sido pintada.

Outra versão do mesmo quadro, que também havia sido dado como desaparecido até ser reencontrado na década de 1950, permanece exposta na Galeria Nacional de Arte Antiga de Roma, na Itália.

Especialistas do Museu do Louvre, em Paris, estão analisando agora a obra para saber se ela realmente foi pintada por Caravaggio. No entanto, Turquin disse que “nunca haverá consenso” sobre a autoria.

Se confirmada a autoria, o governo da França teria a primeira opção de compra.

As autoridades vetaram a retirada do quadro do país durante 30 meses.

Caravaggio

Caravaggio, cujo nome real era Michelangelo Merisi, nasceu em 1571 ou 1573 e teve uma vida caótica e violenta. Morreu em circunstâncias estranhas aos 38 anos.

O italiano foi pioneiro da técnica da pintura barroca conhecida como chiaroscuro (claro-escuro), caracterizada pelo forte contraste de luz e sombras.

Caravaggio era conhecida por se envolver em brigas que frequentemente resultaram em sua prisão. Ele chegou, inclusive, a matar um homem.

Quando morreu, acredita-se que ele estava a caminho de Roma para buscar perdão após ter passado os últimos anos de sua vida fugindo da Justiça no sul da Itália.

 

Deixe uma resposta