Pernambucano Almério vence na internet prêmio nacional de música

Cantor Almério nasceu em Altinho, mas mora desde os 18 anos em Caruaru (Foto: Cintia Santana/Divulgação)Cantor Almério nasceu em Altinho e mora desde os 18 anos em Caruaru (Foto: Cintia Santana/Divulgação)

O cantor pernambucano Almério venceu na categoria Voto Popular o prêmio nacional de música “Natura Musical”. Após mais de 750 mil votos computados durante a disputa, o artista radicado em Caruaru, junto com o grupo Coutto Orchestra, de Aracaju, Sergipe, foram os escolhidos do concurso realizado no site da premiação.

Almério foi indicado pela performance da música inédita “Trêmula Carne”, de Juliano Holanda, compositor que assinou a trilha sonora da série “Amorteamo”, da Rede Globo. Sobre a escolha da canção, Almério disse que ela é “um grito de esperança no caos”.

Veja aqui o clipe.

O projeto possibilitará o lançamento do segundo CD de Almério. O nome define bem a tônica desse projeto: o álbum “Desempena” tem como propósito acalmar o coração de quem o ouve, desentortar o torto pela voz da gentileza. Além do lançamento do CD, será realizado show de lançamento na cidade de Recife. A direção musical será de Juliano Holanda.

O prêmio

Para integrar os cinco finalistas da votação, Almério foi escolhido por uma comissão de jornalistas, produtores e críticos musicais – entre 252 artistas inscritos. Os vencedores ganharão o patrocínio da produção de um CD e a realização de shows de divulgação do álbum. Entre os selecionados estavam dois concorrentes de Sergipe, um de São Paulo e outro da Paraíba.

saiba mais

Nascido em Altinho e radicado em Caruaru, duas cidades do Agreste de Pernambuco, Almério traz influências das bandas de pífano – típicas da “Capital do Forró”. Na canção escolhida para concorrer no concurso, ele explica que a caixa e a flauta fazem mensão ao pífano. “Quando cheguei em Caruaru, foi o que me impactou na cidade. Hoje, trago o pífano de forma digital percursiva nessa música e no CD ‘Desempena’, que pretendo lançar”, afirmou.

O prêmio representa para o cantor “a possibilidade de ser lançado nacionalmente”. Os vencedores são considerados novas apostas do cenário musical no país. Para tentar repetir o feito de outros pernambucanos –  como Zé Manoel e Nação Zumbi, que já venceram o concurso – ele investe em campanhas nas redes sociais e cola cartazes em pontos estratégicos do Recife e de Caruaru.

Destaque

O cantor de 34 anos – que se redescobriu após cinco anos de teatro – começou a carreira aos 23 anos, em Caruaru, no Teatro João Lyra Filho.  O primeiro trabalho autoral dele “Almério” (2014) ganhou prêmios como o Cata-vento, da Rádio Cultura Brasil (SP). Desde 2004, ele já se apresentou no Festival de Inverno de Garanhuns, no Abril Pro Rock, no Festival Pernambuco Nação Cultural.

Ele também fez participações em shows de artistas como Zélia Duncan, Elza Soares, Paulinho Moska, Mariana Aydar, Arnaldo Antunes e Luiza Possi, no “Maior Baião do Mundo”. Em 2015, fez turnê por cinco cidades do Nordeste (Maceió, Arapiraca, Fortaleza, Caruaru, Recife e João Pessoa) e se apresentou no São João de Caruaru. Com o projeto “BabyBárbara”, ao lado do artista Geraldo Maia, eles interpretaram canções de Caetano Veloso e Chico Buarque.

Deixe uma resposta