Raça Negra faz ‘baile’ no DF com hits e versões de Wando, Skank e Rappa

Com sucessos como 'Maravilha', 'A mala tá pronta' e 'Cheia de Manias', o Raça Negra agitou a noite de pagode em Manaus. (Foto: Marcos Dantas/G1 AM)O grupo Raça Negra no palco (Foto: Marcos Dantas/G1)

Um grande baile. É nisso que o cantor Luiz Carlos, do Raça Negra, promete transformar o show do grupo que acontece nesta sexta-feira (28), no Bamboa Brasília. A festa começa às 21h e terá ainda a dupla Wilian & Marlon e o DJ Gusttavo Carvalho.

saiba mais

O baile terá 38 músicas, entre hits do Raça Negra e versões para sucessos de nomes como Skank, Wando e O Rappa, como “Tão seu”, “Fogo e paixão” e “Pescador de ilusões”, respectivamente.

“Queremos homenagear os reis do baile. Antes não tinha isso de show, isso começou com o Sidney Magal. A gente ia aos bailes. Para a gente, o nosso show é sempre um grande baile”, diz Luiz Carlos.

A decoração do palco reproduz a temática de eventos do tipo. Segundo o músico, a ideia é produzir um cenário retrô, mas com a tecnologia moderna. A ideia é que o projeto se torne um DVD, que deve ser gravado no morro da Urca, no Rio de Janeiro, ainda este ano.

Wando durante show (Foto: Renato Luiz Ferreira/AE)O cantor Wando, que recebe homenagem do

Grupo Raça Negra (Foto: Renato Luiz Ferreira/AE)

As versões para sucessos de outros artistas segue a linha do “swing”, a exemplo do que o grupo já fez com regravações como a de “Será”, da Legião Urbana, e de “Ciúme de você”, sucesso com Roberto Carlos composto por Luiz Ayrão.

O cantor diz que “Fogo e Paixão”, um dos maiores sucessos de Wandor, é uma homenagem especial ao cantor, que faria 70 anos em outubro.

“E também vamos cantar os sucessos do Raça Negra. Se a gente não cantar, o público me mata”, brinca Luiz Carlos. Entre os sucessos da banda, que completa 32 anos em 2015, estão “É tarde demais”, “Deus me livre”, “Maravilha”, “Doce paixão”, “Quando te encontrei”, “Preciso desse amor”, “Cigana” e “Cheia de manias”.

O Raça Negra é considerado como a primeira banda do samba romântico a fazer sucesso. Ao longo da carreira, foram 18 álbuns de estúdio, 8 discos ao vivo e 5 DVDs. Segundo Luiz Carlos, foram 55 milhões de cópias vendidas ao longo dos anos.

Raça Negra vai se apresentar no Estação Rio de Anchieta (Foto: Divulgação/ Textual)Grupo Raça Negra (Foto: Divulgação/ Textual)

O trabalho mais recente é “Gigantes do samba”, gravado durante show em São Paulo, em conjunto com o Só Pra Contrariar e que também rendeu uma turnê conjunta com 30 apresentações.

A formação atual tem Luiz Carlos, como cantor e violonista, Fabinho Cesar (pandeiro e violão), Fernando (tantan), Fininho (bateria), Marcos França (saxofone), Gina Garcia (backing vocal), Alessandra Regina (backing vocal), Juliana Bandeira (backing vocal) e Raffa Bandeira (voz).

Depois do show no Bamboa, o Raça Negra continua em Brasília. No sábado (29), eles serão a atração musical da 20ª Festa do Morango, em Brazlândia.

Show Raça Negra

Data: sexta-feira (28)

Horário: 21h

Local: Bamboa Brasília

Endereço: Setor Hípico – Área especial – Conjunto 22 (em frente ao Zoológico)

Informações: (61) 3334-4450

Show Raça Negra na Festa do Morango de Brasília

Data: sábado (29)

Local: sede da Associação Rural e Cultural Alexandre de Gusmão – Brazlândia

Deixe uma resposta