Daniel Barenboim confirma projeto de levar Ópera de Berlim ao Irã

O maestro Daniel Barenboim (Foto: AFP)O maestro Daniel Barenboim (Foto: AFP)

O maestro argentino-israelense Daniel Barenboim está em negociações com o Irã para organizar um concerto da Ópera de Berlim no país, informou a instituição, um projeto muito criticado por Israel.

A ópera símbolo de Berlim informou em um comunicado enviado por e-mail que Barenboim está em negociações para agendar um concerto no Irã.

De acordo com o comunicado, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, concordou em patrocinar a apresentação, como uma forma de apoiar o trabalho de Barenboim, que tem a meta de tornar a música acessível a todos.

A Ópera pretende revelar mais detalhes sobre a apresentação após a conclusão das negociações.

O anúncio já foi criticado por Israel, que considera que uma apresentação de Barenboim no Irã prejudica os esforços do governo para impedir o acordo nuclear entre as grandes potências e Teerã, e anunciou que enviará uma carta de protesto à chanceler alemã, Angela Merkel.

“Em minha carta, vou destacar que a apresentação de Daniel Barenboim no Irã prejudica os esforços de Israel para impedir um acordo nuclear e promove uma deslegitimação de Israel”, afirmou a ministra da Cultura, Miri Regev.

Ela acusou Barenboim de utilizar a cultura “como uma plataforma para divulgar suas ideias políticas anti-israelenses”.

Barenboim, de 72 anos, é um dos fundadores da orquestra West-Eastern Divan, que reúne jovens talentos musicais israelenses, egípcios, iranianos e palestinos, com o objetivo de criar vínculos entre os países.

Deixe uma resposta