Festival teatral Cena Contemporânea começa nesta terça em Brasília

Cena da montagem "E se elas fossem pra Moscou?", atração do festival Cena Contemporânea, em Brasília (Foto: Caíque Bolzas/LabFoto/Divulgação)Cena da montagem “E se elas fossem pra Moscou?”, atração do festival Cena Contemporânea, em Brasília (Foto: Caíque Bolzas/LabFoto/Divulgação)

Começa nesta terça-feira (18) a 16ª edição do Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília. O evento oferece 27 espetáculos cênicos, sendo nove internacionais, nove de seis estados brasileiros e outros nove produzidos no Distrito Federal, até 30 de agosto.

saiba mais

As peças exibidas em Ceilândia, Gama, Taguatinga, Vila Telebrasília e no Jardim Botânico têm entrada franca. Os ingressos no Plano Piloto custam R$ 15 (meia). No Teatro da Caixa, as apresentações custam R$ 10 (meia). A programação pode ser vista na página do Cena na internet.

A programação oferece oficinas teatrais, debates com os diretores e artistas e shows musicais. Nesta edição participam a cantora Céu, a banda Akhmeteli Band (vinda da Geórgia), Muntchako, Emília Monteiro + Félix Robatto, Nu – Ligiana Costa e Edson Secco e diversos DJs do DF.

Outra atração musical é o projeto Dê um Rolê – que reúne os músicos Curumin, Márcia Castro e Anelis Assumpção. Acompanhados por Saulo Duarte (guitarra), Webster Santos (violão, bandolim e guitarra), Klaus Sena (baixo) e Michelle Abu (percussão), eles se revezam no palco apresentando versões de clássicos dos Novos Baianos, como “Mistério do planeta”, “Preta pretinha”, “Besta é tu” e “Acabou Chorare”, passando por faixas experimentais, como “Barra Lúcifer” e “Colégio de aplicação”.

Apresentação da peça Albert Herrring - Casa Cultura Brasília (Foto: Renata Blanco/ Divulgação)Apresentação da peça Albert Herring

(Foto: Renata Blanco/ Divulgação)

Primeiro dia

Na abertura, o Teatro Funarte Plínio Marcos recebe a peça “E se elas fossem pra Moscou?”, da Cia Vértice, do Rio de Janeiro. As sessões acontecem às 19h e 21h30, com ingressos a R$ 15 (meia). A montagem da diretora Cristiane Jatahy é resultado da pesquisa sobre a interação entre as linguagens do teatro e do cinema.

A trama é encenada em um espaço, filmada e projetada em outra sala, para outra plateia. A história é inspirada em “As três irmãs”, de Anton Tchekhov, que trata de personagens que vivem com um irmão no interior da Rússia e sonham em voltar para a cidade onde viveram uma infância feliz.

No Teatro Sesc Newton Rossi, em Ceilândia, a atração é o espetáculo Albert Herring, em sessão com entrada franca, às 20h. A peça encenada pela Casa da Cultura Brasília vai passar por outras unidades do Sesc e pelo teatro da Escola de Música de Brasília durante o festival.

A ação se passa na pequena cidade fictícia de Loxford, naInglaterra. Os notáveis querem escolher a rainha da primavera, mas não há moça pura no local. Por isso eles decidem nomear um Rei de Maio: Albert Herring, um rapaz virtuoso que trabalha para a mãe e que nunca teve uma conduta imoral, o que causa alvoroço no vilarejo.

Cantora Céu faz show gratuito em São Carlos (Foto: Renan Costa Lima/Arquivo Pessoal)A cantora Céu, que se apresenta no Festival Cena Contemporânea, em Brasília

(Foto: Renan Costa Lima/Arquivo Pessoal)

O festival apresenta produções teatrais de Portugal, Espanha, Polônia, Austrália, Geórgia, Argentina, França e Alemanha. Entre as produções nacionais, há montagens do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Norte, Bahia, Tocantins e DF.

Os programas do festival acontecem no Museu da República, Espaço Funarte, teatros da Caixa, da Escola de Música de Brasília, Goldoni e Dulcina, Espaço Pé Direito da Vila Telebrasília, Espaço Usina, Centro Comunitário Zilda Arns, e unidades do Sesc na Asa Sul, Taguatinga, Ceilândia e Gama.

A edição de 2015 comemora os 20 anos de festival. O primeiro evento aconteceu em 25 de agosto de 1995, por iniciativa do ator, diretor e empreendedor cultural Guilherme Reis. O intuito original era provocar a cena teatral da capital. Nas 15 edições anteriores, o festival recebeu espetáculos de 30 países.

Cena Contemporânea – Festival Internacional de Teatro de Brasília

De 18 a 30 de agosto

Locais e horários:

Teatro Funarte Plínio Marcos (19h e 21h)

Caixa Cultural (19h, 20h e 21h)

Teatro Goldoni (18h e 19h)

Teatro Sesc Garagem (20h e 21h)

Teatro Sesc Paulo Gracindo – Gama (20h)

Teatro Sesc Newton Rossi – Ceilândia (20h)

Teatro Sesc Paulo Autran – Taguatinga (20h)

Espaço Pé Direito – Vila Telebrasília (20h)

Preços: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) – todos os teatros do Plano Piloto, exceto o Teatro da Caixa, que é R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Nas outras regiões: entrada franca.

Pontos de venda

Asa Norte

Brasília Shopping – Central de ingresso.

Horário de atendimento: segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 14h às 20h.

Sem taxa de conveniência.

Asa Sul

Red Gold – SRTVS, quadra 701, conjunto D, bloco C, loja 180, Centro Empresarial Brasília, Brasília Design Center – Asa Sul.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 9h às 18h.

Sujeito a taxa de conveniência de 18% sobre o valor do ingresso.

Guará

FNAC: Park Shopping – SAI/SO Área 6580 LUC 149P – Guará.

Horário de atendimento: segunda a sábado, das 10h às 20h; domingo e feriado, das 13h às 19h.

Sujeito a taxa de conveniência de 18% sobre o valor do ingresso.

Taguatinga Norte

Casa do Cowboy: quadra QNA 16, lote 2 – Taguatinga Norte.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 9h às 18h.

Sujeito a taxa de conveniência de 18% sobre o valor do ingresso.

Taguatinga Centro

Império Ink Tatoo: Setor Hoteleiro, projeção E, loja 4 – Taguatinga Centro

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 9h às 18h

Sujeito a taxa de conveniência de 18% sobre o valor do ingresso

Formas de pagemento

Em dinheiro ou cartões (Amex, Aura, Credicard, Diners, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron).

Vendas pela interntet

www.ingressorapido.com.br

– Sujeito a taxa de conveniência de 18% sobre o valor do ingresso.

Vendas por telefone

4003-1212

Deixe uma resposta