Ucrânia proíbe músicas e filmes de pró-russos, inclusive Depardieu

O ator francês Gerard Depardieu usa um gorro militar russo enquanto visita a fazenda próximo a cidade de Saransk, onde declarou residência (Foto: Andrey Smirnov/AFP)O ator francês Gérard Depardieu (Foto: Andrey

Smirnov/AFP)

A Ucrânia proibiu neste sábado (8) uma dúzia de artistas, incluindo o francês Gérard Depardieu, por considerá-los uma “ameaça à segurança nacional”, acusando-os de apoiar os rebeldes pró-russos no leste do país ou a anexação por Moscou da Crimeia.

Desta forma, passam a ser proibidas as emissões de rádio e TV que incluam estes artistas, em sua maioria atores e cantores russos, anunciou o Ministério da Cultura da Ucrânia, responsável pela publicação da lista.

Entre os 13 russos se encontra o ator francês Gerard Depardieu, que ganhou a cidadania russa há dois anos e que foi declarado persona non grata pela Ucrânia no final de julho.

Nem a TV nem os cinemas têm o direito de exibir filmes com os atores incluídos na lista negra, indicou à AFP a porta-voz do ministério, Daryna Glushchenko.

A proibição afeta filmes da era soviética, como a estrela de cinema da URSS Mikhail Boiarski. O governo acusa-o de ter assinado uma carta pública que apoia a anexação da Crimeia.

Os cantores russos também não foram poupados. Assim, o lendário cantor soviético e deputado Joseph Kobzon, conhecido como o “Frank Sinatra da URSS”, não poderá ser tocado nas rádios nem aparecer em programas.

As relações entre a Ucrânia e a Rússia estão em seu pior momento, desde a anexação da Crimeia, em março de 2014, e a subsequente rebelião pró-russa no leste da Ucrânia.

saiba mais

Deixe uma resposta