Eleições primárias na Argentina têm cédulas de votação de 1,2 metro

 Cédulas de mais de um metro, listas intermináveis de pré-candidatos e com personagens variados, incluindo espiões, são algumas das curiosidades das eleições primárias na Argentina, que serão realizadas neste domingo.

Eleições primárias na Argentina têm cédulas de votação de 1,2 metro (Foto: Reprodução/Twitter)Eleições primárias na Argentina têm cédulas de votação de 1,2 metro (Foto: Reprodução/Twitter)

Cerca de 32 milhões de argentinos estão habilitados a votar nestas eleições, que definirão os candidatos à Casa Rosada e milhares de cargos menores, e que na prática são um ensaio para as eleições gerais de outubro.

Alguns terão problemas para pôr a cédula nas urnas, especialmente na província de Catamarca, no noroeste do país, onde elas medem 1,2 metro por causa da quantidade de candidatos.

Na província de Buenos Aires, principal distrito eleitoral do país, com um terço de todos os eleitores argentinos, também serão escolhidos nas primárias os candidatos ao governo local, e as cédulas chegam a ter 80 centímetros, tamanho médio de uma criança de um ano e meio.

Os bonaerenses terão que escolher entre um número recorde de 29.658 pré-candidatos inscritos para disputar cargos municipais, provinciais e nacionais. Nas listas eleitorais há de políticos, atletas, jornalistas a ex-vedetes e espiões.

saiba mais

 

Deixe uma resposta